Revista Philologus Ano 20 n° 58 suplemento

SUMÁRIO

    0.   EDITORIAL

  1. A ARTICULAÇÃO ENTRE AS CONCEPÇÕES DE HISTÓRIA, EDUCAÇÃO E TRABALHO NO PENSAMENTO DE WALTER BENJAMIN E THEODOR ADORNO
    Wesley Soares Guedes de Moraes
    e Valdelúcia Alves da Costa

  2. A CHARGE NUMA VISÃO RETÓRICO-TEXTUAL
    Romildo Barros da Silva e Maria Francisca Oliveira Santos

  3. A CONSTRUÇÃO IDENTIDÁRIA ATRAVÉS DA MPB
    Manuela Chagas Manhães e Giovane do Nascimento

  4. A CORPORIFICAÇÃO PRESENTE NOS SINAIS DA LIBRAS: UMA ABORDAGEM DA LINGUÍSTICA COGNITIVA
    Flancieni Aline Rocha Ferreira

  5. A DESPALATALIZAÇÃO DE /Λ/ NO FALAR TERESINENSE: UMA ANÁLISE SOCIOLINGUÍSTICA
    Lélia Ramires de Oliveira Silva e Lucirene da Silva Carvalho

  6. A DISCURSIVIDADE DO GÊNERO CHARGE EM AMBIENTES DIGITAIS
    Daniela da Silva Vieira

  7. “A ENCALHADA”: O USO DA (IM)POLIDEZ COMO ESTRATÉGIA DE ENVOLVIMENTO NO ESQUETE CÔMICO
    Luana Ferraz

  8. A ICONICIDADE E ARBITRARIEDADE NA LIBRAS
    Vanessa Gomes Teixeira

  9. A ICONICIDADE NOS TEXTOS-MURAIS DO PROFETA GENTILEZA
    José Marcos Barros Devillart

  10. A IMPORTÂNCIA DOS GÊNEROS TEXTUAIS PARA O DESENVOLVIMENTO DA LEITURA, ESCRITA E ORALIDADE NO ENSINO FUNDAMENTAL
    Sarah Vasconcellos Marques Almeida
    e Adriana Lúcia de Escobar Chaves de Barros

  11. A INTERAÇÃO PROFESSOR-ALUNO NO PROCESSO DE APRENDIZAGEM DA ESCRITA
    Natália Leonel de Oliveira

  12. A LEITURA DE TIRINHAS E HISTÓRIAS EM QUADRINHOS EM LÍNGUA ESTRANGEIRA NO ENSINO FUNDAMENTAL
    Lílian Reis dos Santos

  13. A LEITURA E A PRODUÇÃO TEXTUAL NO CURRÍCULO DO 9º ANO DO FUNDAMENTAL DA SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO DO MUNICÍPIO DO RIO DE JANEIRO
    Mario Sergio Mangabeira Junior

  14. A LITERATURA FANTÁSTICA COMO FERRAMENTA DE CRÍTICA SOCIAL NA OBRA O DESEJO DE KIANDA, DE PEPETELA
    Luciene de Castro Reto

  15. A MODALIDADE NO ESTUDO DA VARIAÇÃO DO MODO SUBJUNTIVO
    Vânia Raquel Santos Amorim, Valéria Viana Sousa, Jorge Augusto Alves da Silva e Gilberto Almeida Meira

  16. A MOTIVAÇÃO RELATIVA NA LIBRAS
    Vanessa Gomes Teixeira

  17. A PASSIVA PRONOMINAL NO PORTUGUÊS BRASILEIRO: UMA AVALIAÇÃO
    Jilvan Evangelista da Silva e Edivalda Alves Araújo

  18. A RELAÇÃO ENTRE A DOCÊNCIA, A PESQUISA E O ENSINO POR MEIO DO ATO DE ARGUMENTAR
    Daiane dos Santos Rosendo, Janyellen Martins Santos, Marize Costa Santos e Maria Francisca Oliveira Santos

  19. A TEORIA QUEER NO ENSINO DE LÍNGUAS
    Elio Marques de Souto Júnior

  20. A VARIAÇÃO LINGUÍSTICA: PARTE INTEGRANTE DA LÍNGUA
    Patricia Damasceno Fernandes e Natalina Sierra Assêncio Costa

  21. ALFABETIZAÇÃO, LETRAMENTO E OS QUADRINHOS
    Hugo Augusto Turaça Leandro, Taís Turaça Arantes e Nataniel dos Santos Gomes

  22. ANÁLISE DAS VARIAÇÕES FONÉTICAS E ORTOGRÁFICAS PRESENTES NOS TEXTOS DE ALUNOS DO 5º ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL
    Marilene Rodrigues de Araújo Campos
    e Miguél Eugenio Almeida

  23. ANÁLISE PRAGMÁTICA DE OUTDOORS NA CAMPANHA PUBLICITÁRIA DO TRÂNSITO
    Tatiane Mara Ifran Pinheiro e Adriana Lúcia de Escobar Chaves de Barros

  24. AS CONSOANTES GEMINADAS: UM ESTUDO COM BASE NO ALMANACK CORUMBAENSE
    Rubens César Ferreira Pereira e Nataniel dos Santos Gomes

  25. AS FALAS DA INFÂNCIA NO CONTO “A MENINA DE LÁ”, DE JOÃO GUIMARÃES ROSA
    Iolanda Cristina dos Santos

  26. AS FUNCIONALIDADES DOS CONECTIVOS: UM ESTUDO ARGUMENTATIVO PARA INTERPRETAÇÃO DE TEXTOS
    Charleston de Carvalho Chaves

  27. BREVE GLOSSÁRIO DO TACACÁ
    Darlan Machado Dorneles e Lindinalva Messias do Nascimento Chaves

  28. COMO LIDAR COM OS DIREITOS E COM OS PRECONCEITOS LINGUÍSTICOS NA ESCOLA? PROBLEMAS DE POLÍTICA LINGUÍSTICA E DE SOCIOLINGUÍSTICA
    José Pereira da Silva

  29. CONECTIVOS COMO ESTRATÉGIA ARGUMENTATIVA: UMA ANÁLISE DOS EDITORIAIS DE VEJA
    Charleston de Carvalho Chaves

  30. CRUZ E SOUSA EM 1893: A INCOMPREENSÃO CRÍTICA DE MISSAL E BROQUÉIS
    Juan Marcello Capobianco

  31. DESEMPENHO ORTOGRÁFICO NA ESCRITA DE ALUNOS DO 6º ANO: DESAFIOS NO PROCESSO DE ENSINO E APRENDIZAGEM
    Flávia Campos Cardozo e Thatiana dos Santos Nascimento Imenes

  32. DISCORRENDO SOBRE A SOCIOLINGUÍSTICA VARIACIONISTA E O PRECONCEITO LINGUÍSTICO
    Rubens César Ferreira Pereira e Adriana Lúcia de Escobar Chaves de Barros

  33. ECOS DISCURSIVOS DA AD EM SALA DE AULA: DO PERÍODO DA ESCRAVIDÃO AO SÉCULO XXI
    Nara Sgarbi e Alexandra Aparecida de Araújo Figueiredo

  34. EDUCAÇÃO INFANTIL, FORMAÇÃO DOCENTE E AS PRÁTICAS DE LETRAMENTO NUMA ESCOLA MUNICIPAL DE RORAINÓPOLIS
    Maria Clélia Pereira da Costa e Maria Leogete Joca da Costa

  35. “ELES FALA, NOIS CALA”: COMO A ESCOLA TEM ENFRENTADO O DESAFIO DE ENSINAR A NORMA ORAL CULTA AOS SEUS ALUNOS?
    Josina Augusta Tavares Teixeira

  36. EM BUSCA DA RESSIGNIFICAÇÃO DO ENSINO DE LÍNGUA INGLESA NA ESCOLA BÁSICA DA REDE PÚBLICA: UM RELATO DE EXPERIÊNCIA DO PROGRAMA DE RESIDÊNCIA DOCENTE DO COLÉGIO PEDRO II
    Carla Jacqueline Correa Sampaio Vianna Pereira, Márcia Arruda Cunha Pereira, Suellen do Nascimento Barbosa
    e Mônica de Souza Coimbra

  37. ENTRE A CRUZ E A ESPADA: UM ROMANCE DE REPRESENTAÇÃO SOBRE O QUE FOMOS, O QUE SOMOS E O QUE AINDA HAVEREMOS DE SER
    Rogério Canedoo:p>

  38. ENTRE A NORMA E O USO: CONFLITO DO REVISOR
    Solange Carvalho

  39. ENTRE SERTÕES: DIÁLOGOS ENTRE EUCLIDES DA CUNHA E COELHO NETO EM FACE DA LITERATURA REGIONALISTA
    Luis Fernando Ribeiro Almeida

  40. ENTRE UM GRAMÁTICO E UM ETIMOLOGISTA: DE JOSÉ DE ANCHIETA A ISIDORO DE SEVILHA: O SIMPÓSIO NACIONAL DE ESTUDOS FILOLÓGICOS E LINGUÍSTICOS
    Fala de José Pereira da Silva, na Sessão de Abertura do VI SINEFIL

  41. FALA DE VELHOS: O INTERCAMBIAR DAS EXPERIÊNCIAS DE VIDA E A DEFESA DA ANCESTRALIDADE NO CONTO FANTÁSTICO DE MIA COUTO
    Marta Cristiane de Figueiredo

  42. GÊNEROS TEXTUAIS: TEORIA E PRÁTICA
    Marcela Tavares de Mello e Pedro Benjamim Garcia

  43. IMPEDIR INFLEXIVELMENTE OS DESCOBRIMENTOS NO GOVERNO DE MORGADO DE MATEUS: ANÁLISE DO DISCURSO DE UM OFÍCIO AO CONDE DE OEIRAS
    Renata Ferreira Munhoz

  44. LAÇOS E CONTA COMIGO: UMA ANÁLISE INTERTEXTUAL E SEMIÓTICA
    Letícia Reis de Oliveira, Taís Turaça Arantes e Nataniel dos Santos Gomes

  45. LEITURA E DISCURSIVIDADE: FOCO NA INTERPRETAÇÃO
    Sérgio Flores Pedroso e Rosária Cristina da Silva Ormond

  46. LÍNGUA PORTUGUESA E ESCOLARIZAÇÃO NAS CIDADES DE CACHOEIRA, MURITIBA E SÃO FÉLIX: CRIAÇÃO DE ESCOLAS E PERFIL DO EDUCANDO
    Anderson Luiz Mota Pinheiro, Emília Helena P. M. de Souza e Erick Nunes Santos

  47. LINGUÍSTICA E LITERATURA NA OBRA DE J. R. R. TOLKIEN
    Nataniel dos Santos Gomes

  48. LINGUÍSTICA TEXTUAL: UMA ANÁLISE DA TRAJETÓRIA HISTÓRICA E A QUESTÃO CENTRAL DE ENSINO DA LÍNGUA PORTUGUESA CONTIDA NOS PCN
    Dâmares Souza Silva

  49. LITERATURA E HISTÓRIA: POESIA MARGINAL EM DESTAQUE
    Raquel da Silva Santos e Idemburgo Frazão

  50. “NÃO DEVO FALAR EM ALEMÃO”: OS EFEITOS DE SENTIDO DA INTERDIÇÃO DA LÍNGUA ALEMÃ NO ESTADO NOVO (1937 A 1945)
    Luciana Vargas Ronsani

  51. NORMAS OITOCENTISTAS EM CONFRONTO: VARIEDADES CULTAS, VARIEDADES POPULARES E CONCORDÂNCIA VERBAL NO PORTUGUÊS BRASILEIRO
    Camila Santos de Oliveira e Pedro Daniel dos Santos Souza

  52. O APAGAMENTO DOS RÓTICOS EM CODA SILÁBICA NA ESCRITA DOS ALUNOS DO ENSINO FUNDAMENTAL
    Ester Nunes da Silva Dutra e Marinazia Cordeiro Pinto

  53. O COMPORTAMENTO SINTÁTICO DOS ELEMENTOS À ESQUERDA
    Maiane Soares Leite Santos e Edivalda Alves Araújo

  54. O DISCURSO DE ENSINO E SABEDORIA E A AUTORIA DE ECLESIASTES
    Wagner Pavarine Assen e Nataniel dos Santos Gomes

  55. O ENSINO DE LÍNGUA MATERNA E A IDENTIDADE DO PROFESSOR: UMA PERSPECTIVA DISCURSIVA
    Dirlene Santos de Araujo e Silvane Aparecida de Freitas

  56. O ENSINO DE LÍNGUA PORTUGUESA EM UMA INSTITUIÇÃO TECNOLÓGICA: UMA PRÁTICA PEDAGÓGICA INTEGRADA
    Edson Carvalho, Raquel Rafael e Renata Barcellos

  57. O ETHOS NA OBRA QUEM ME ROUBOU DE MIM? O SEQUESTRO DA SUBJETIVIDADE E O DESAFIO DE SER PESSOA
    Cristiane Helena Parré Gonçalves

  58. O LIVRO DIDÁTICO DE LÍNGUA PORTUGUESA: ESTUDO DE ASPECTOS VARIÁVEIS ATRAVÉS DE TIRINHAS
    Elza Sabino da Silva Bueno e Maria Terezinha Nantes de Araújo

  59. O NÚCLEO DE ENSINO DE LÍNGUAS: LABORATÓRIO DE EXPERIÊNCIAS DIDÁTICAS EM MEIO UNIVERSITÁRIO
    Aline de Latre Soares, Adriana Lúcia de Escobar Chaves de Barros e Aline Saddi Chaves

  60. O PROCESSAMENTO DO PRONOME OBJETO DE TERCEIRA PESSOA NO PORTUGUÊS BRASILEIRO: VARIEDADE POPULAR EM EXTINÇÃO?
    Lílian Rodrigues de Almeida e Marcus Guilherme Pinto de Faria Valadares

  61. O TRABALHO DO PROFESSOR COMO AGENTE LETRADOR EM TURMAS DO 6° ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL
    Flávia Campos Cardozo, Marli Hermenegilda Pereira e Thatiana do Santos Nascimento Imenes

  62. O USO DAS REDES SOCIAIS NA SALA DE AULA
    Renata da Silva de Barcellos

  63. O USO DE MARCADORES DE DISCURSO EM TEXTOS DE APRENDIZES DE INGLÊS COMO LE: UM ESTUDO BASEADO EM CORPUS
    Gustavo Estef Lino da Silveira

  64. ORFEU BRASÍLICO (1736) E A RETÓRICA ARISTOTÉLICA: O MUNDO ANTIGO NO ATO ACADÊMICO JOSÉ DE ANCHIETA
    Cristina Mascarenhas da Silva e Thissiane Fioreto

  65. PADRÕES LUCRECIANOS NO LIVRO III DAS GEÓRGICAS DE VIRGÍLIO
    Matheus Trevizam

  66. POLIDEZ E TRABALHO DE FACE NOS E-MAILS INTERNOS DE UMA EMPRESA DE ENSINO DE LÍNGUA INGLESA
    Adriana Lúcia de Escobar Chaves de Barros

  67. PORTUGUÊS BRASILEIRO OITOCENTISTA: USOS LINGUÍSTICOS EM CARTAS DE “ILUSTRES” E COMUNS
    Cláudia Bahia e Pedro Daniel dos Santos Souza

  68. PORTUGUÊS BRASILEIRO, SINTAXE E HISTÓRIA: USOS DA CONCORDÂNCIA VERBAL NO SÉCULO XIX
    Pedro Daniel dos Santos Souza

  69. PROCESSOS DE EXPERIÊNCIA: A CEGUEIRA E A BAIXA VISÃO A PARTIR DA LINGUÍSTICA SISTÊMICO-FUNCIONAL
    João Ricardo Melo Figueiredo

  70. PROCESSOS DE FORMAÇÃO DE PALAVRAS: A PARASSÍNTESE
    Vito Cesar de Oliveira Manzolillo

  71. PRODUÇÃO TEXTUAL COM MAFALDA
    Caroline Araújo Figueiredo, Talita Galvão dos Santos, Taís Turaça Arantes e Nataniel dos Santos Gomes

  72. REDES SOCIAIS COMO PLATAFORMA DE ENSINO-APRENDIZAGEM: UM ESTUDO SOBRE O FACEBOOK E O TWITTER
    Taís Turaça Arantes, Leticia Reis de Oliveira e Nataniel dos Santos Gomes

  73. REFLEXÕES SOBRE O ENSINO DE LÍNGUA PORTUGUESA PARA SURDOS
    Karine Albuquerque e Adriana Lúcia de Escobar Chaves de Barros

  74. ROLAND BARTHES: DA MORTE DO AUTOR AO PRELÚDIO DA VOLTA
    Juan Marcello Capobianco

  75. SEGREGAÇÃO, UTOPIAS E FRACIONAMENTOS SOCIAIS EM JOGOS VORAZES (LIVRO UM)
    Wagner Pavarine Assen e Nataniel dos Santos Gomes

  76. SUBVERSÕES DE GÊNERO, CORPO E SEXUALIDADE EM “A CONFISSÃO”, DE BERNARDO SANTARENO
    Solange S. Santana

  77. TOPONÍMIA CAPIXABA: ESTUDOS DOS NOMES DE MUNICÍPIOS CAPIXABAS DE ORIGEM TUPI
    Filipe Siqueira Fermino e Catarina Vaz Rodrigues

  78. UM BREVE ESTUDO DA HISTÓRIA DE TRANSMISSÃO DO RELATO DE VIAGEM DE ULRICO SCHMIDL
    Thissiane Fioreto e Cristina Mascarenhas da Silva

  79. UM PANORAMA DOS ESTUDOS DOS FENÔMENOS RECENTES DA TRADUÇÃO
    Diogo Neves da Costa

  80. UM RELATO DO PROJETO DE ENSINO E APRENDIZAGEM “LER É APRENDER”
    Aparecido Devanir Fernandes e Adriana Lúcia de Escobar Chaves de Barros

  81. UMA ANÁLISE SEMIÓTICA DOS TORDOS DA SÉRIE JOGOS VORAZES, DE SUZANNE COLLINS
    Taís Turaça Arantes e Nataniel dos Santos Gomes

  82. UMA VISÃO DAS POLÍTICAS LINGUÍSTICAS SOBRE O ENSINO DE LÍNGUA ESTRANGEIRA NO BRASIL
    Vitor da Cunha Gomes

  83. VIDEOGAMES COMO INSTRUMENTO PARA APRENDIZAGEM DE LÍNGUA ESTRANGEIRA
    Lucas Recalde, Taís Turaça Arantes e Nataniel dos Santos Gomes

  84. WATCHMEN: A INFLUÊNCIA DO CONTEXTO NA FIGURA DO HERÓI
    Taís Turaça Arantes e Nataniel dos Santos Gomes

  85. EDIÇÃO FILOLÓGICA E INVENTARIAÇÃO LEXICAL EM UM AUTO DE PARTILHA DO SÉCULO XIX
    Maria Gabriela Gomes Pires e Maria Helena de Paula

  86. A FUNDAMENTAÇÃO LINGUÍSTICA DA SOCIOLOGIA E A CONSTRUÇÃO DO DIREITO
    Miriam Azevedo Hernandez Perez

  87. COMPLEXIDADE, DIREITO E LINGUAGEM: UM BREVE ESTUDO PARA UMA NOVA INTERPRETAÇÃO
    Miriam Azevedo Hernandez Perez

  88. ESTRATÉGIAS DISCURSIVAS EM GÊNEROS TEXTUAIS DA ÁREA JURÍDICA: UM OLHAR SOBRE A PRODUÇÃO DE TEXTOS DE ALUNOS DO CURSO DE DIREITO DA UNESA
    Ana Maria Pires Novaes

  89. GÊNEROS TEXTUAIS NA SALA DE AULA: REFLEXÕES SOCIOCULTURAIS E ENSINO
    Francis Duarte, Thaís de Paiva, Flávia Cardozo e Thatiana Nascimento

  90. LÍNGUA E RELIGIÃO: UMA SÓ ARQUEOLOGIA
    Maria Lucia Mexias-Simon

  91. POR UM LÉXICO COGNITIVISTA: ANÁLISE DE CASOS DA MORFOLOGIA PORTUGUESA
    Vítor de Moura Vivas

  92. REFERENCIAÇÃO E HUMOR NA CONTRAFÁBULA “A RAPOSA E AS UVAS” DE JÔ SOARES
    Glaucimere Patero Coelho e Raquel Camargo Trentin

  93. UM MODO E DUAS MORFOLOGIAS: A EXPRESSÃO DO SUBJUNTIVO EM SÃO PAULO (SP) E SÃO LUÍS (MA)
    Wendel Silva dos Santos

 

VOLUME COMPLETO PDF
EBOOK